quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Mudanças encefálicas, esperas futurísticas!

Costa da Caparica

Ultimamente tenho a minha Vida numa autêntica montanha russa…

Agora que mudei de emprego (vai tudo correr bem) e vou começar uma (re)nova(da) etapa a nível profissional… Simplesmente a farmácia hospitalar é onde me sinto realmente bem! Onde é que eu poderia dispensar a melhor terapêutica, sem acabar a conversa com um retórico “São… 138,56€… desculpe…” (porque não há nada a fazer)?…

Acho que é um absurdo trocar saúde por dinheiro! Eu sei… tudo custa dinheiro mas ponham-se na situação: têm alguém a sofrer à frente de vocês e depois tentem dizer “Desculpe, mas para lhe poder tirar as dores vai ter de me dar 250€ pelo material, pelos fármacos e pelos custos de administração e vigilância…”. Como ficavam?

Costa da Caparica

Falando de cousas bem melhores!:

  • Consegui converter a minha “mais-que-tudo” ao sushi!
  • Consegui reunir os primos quase todos (são muitos acreditem!!!) num certo restaurante de Sushi em Lisboa, e alguns tiveram que atravessar um oceano para isso!…

Origami

  • Comprei uma maquina fotográfica semi-profissional da sony (uma bridge) para conseguir ainda melhores fotos!!! =D (serão publicadas juntamente com o que escrevo!)
  • Pois… a minha antiga máquina morreu de desgosto… primeiro…
  • Não consigo largar a faculdade!… simplesmente ADORO cultivar ainda mais o meu conhecimento!!! até porque assim vou atrasando o alzheimer! É claro que na minha area, uma constante actualização e reciclagem de conhecimento científico é deveras importante.
  • Por fim… Voltei à carga com o meu Piano e na perseguição do meu unicórnio! RACH, VOU-TE APANHAR!!! =D

E findo este meu post… Espero que tenham gostado ao menos das fotos!!! =)

AlenquerBem hajam! =P

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Pedra Filosofal

DSC01290 
Longos caminhos percorridos,
Em segundos ou
Numa Vida inteira,
Percorrem pessoas e espectros esquecidos
P'la Felicidade de todos os mundos,
Imaginando a próxima hora como a certeira

Procuram o Ouro da alma,
A plenitude do ser que é filósofo
No Amor com seriedade...

Procuram nada mais do que a verdade:
Apenas o Outro que seja brisa calma,
Anunciando um prólogo do toque de Ouro...
Será, porventura, sua Pedra Filosofal?
Algo nada banal?

Isto é algo digno de conjecturas...
Quem será capaz de deambular
Ao doce balanço do mar,
Procurando tesouros de pessoas puras,
Apenas pensando no imediato
Do presente, querendo o futuro como facto?

Encontrar A Pedra Filosofal,
(Algo tão real e precioso, mais
Do que um mero tesouro!)
É tocar nos sentimentos
E torna-los ouro no Futuro,
É conseguir ver o Sol além do muro
Das incertezas dos infelizes!
É encontrar o Amor e soltar
Uma lágrima procurada e verdadeira!...

Tantas Vidas!...
Tantas Demandas...
Tantos "procurar noutras bandas"...
As Pedras Filosofais são pares!
Uma é tão preciosa como
A correspondente!
Tocam-se uma à outra
Transformando em ouro
O Presente...

“Sabes… sou um homem cheio de sorte…
Tanto não procurei, que acabei por me deixar encontrar…
…O toque foi mea culpa, tu e eu, quais belas pedras filosofais”

Não é um adeus… É um até já!

image

Fiquei com arrepios na espinha, os olhos quase húmidos e um sentimento de Nostalgia inquietante…

Sei que uma nova fase da minha vida se aproxima e por várias razões não deixo de ficar inquieto e receoso… Pois quando o factor futuro entra na equações de qualquer vida, o sentimento resultante não deixa de conter alguma apreensão.

“Vou Sair!”, repetia para mim com o objectivo de me consciencializar do que certamente ia acontecer. Tratei da papelada e já estão a contar comigo para o meu novo local de trabalho, mais dinâmico, cheio de cousas boas como das menos boas… Mas tem de ser.

O que ficou? Saudades… Muitas saudades das pessoas com quem partilhei 40h semanais (talvez mais!), experiências novas, pessoas com quem me cruzei e as quais eram beneficiárias do meu trabalho (os meus doentes). Com toda a gente que estava na instituição e que agora deixo para trás, eu aprendi a ser melhor pessoa, profissional e ser humano.

Não deixo de ter vontade de lá voltar, a paixão ficará para um dia eu voltar (noutras condições é claro…). Estou cada vez mais certo disso.

Só me resta agora lutar pelo que quero para o meu futuro próximo, com o apoio de todos os que estão ao meu lado e os quais nunca me abandonarão.

A todos… Mesmo TODOS, um muito obrigado!!!

À instituição, profissionais, colegas, amigos e doentes, um “até já”!