segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Pedra Filosofal

DSC01290 
Longos caminhos percorridos,
Em segundos ou
Numa Vida inteira,
Percorrem pessoas e espectros esquecidos
P'la Felicidade de todos os mundos,
Imaginando a próxima hora como a certeira

Procuram o Ouro da alma,
A plenitude do ser que é filósofo
No Amor com seriedade...

Procuram nada mais do que a verdade:
Apenas o Outro que seja brisa calma,
Anunciando um prólogo do toque de Ouro...
Será, porventura, sua Pedra Filosofal?
Algo nada banal?

Isto é algo digno de conjecturas...
Quem será capaz de deambular
Ao doce balanço do mar,
Procurando tesouros de pessoas puras,
Apenas pensando no imediato
Do presente, querendo o futuro como facto?

Encontrar A Pedra Filosofal,
(Algo tão real e precioso, mais
Do que um mero tesouro!)
É tocar nos sentimentos
E torna-los ouro no Futuro,
É conseguir ver o Sol além do muro
Das incertezas dos infelizes!
É encontrar o Amor e soltar
Uma lágrima procurada e verdadeira!...

Tantas Vidas!...
Tantas Demandas...
Tantos "procurar noutras bandas"...
As Pedras Filosofais são pares!
Uma é tão preciosa como
A correspondente!
Tocam-se uma à outra
Transformando em ouro
O Presente...

“Sabes… sou um homem cheio de sorte…
Tanto não procurei, que acabei por me deixar encontrar…
…O toque foi mea culpa, tu e eu, quais belas pedras filosofais”

5 comentários:

Rabisco disse...

Olá!
Sabes?
Este foi um dos primeiros blogs que encontrei quando me iniciei nesta vida blogueira!
E é impressionante o quanto o que escreves me continua a surpreender!
Obrigado!
Continua sempre assim...

Abraço grande

... Henrik ... disse...

Obrigado Rabisco!

Sabes...
Este foi o meu primeiro blog e fiquei surpreendido com a quantidade de talentos que via em outros blogs... Sem dúvida, o talento dos que escrevem (e tu incluido) na blogosfera é enorme!

Desculpa, eu sei que agora pareço um pouco ingrato... mas prefiro exaltar quem eu leio do que eu proprio...

Mas muito obrigado! São contributos como o teu que me estimulam a escrever mais e mais.

Abraço grande! =)

Hannya disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Hannya disse...

Um suspiro, uma lágrima, uma esperança renovada
Sensação de plenitude alcançada
Duas almas, pares no amor, no desejo,
Na cumplicidade, na felicidade almejada.

Caminhos outrora desconhecidos,
Vidas subitamente cruzadas,
Medos, fantasmas superados,
Desejos, crenças, magias despertadas.

Dia após dia…
Sentimentos construídos e fortalecidos,
Certezas reforçadas
Entres os seres agora conhecidos.

Caminhos paralelos, indivisíveis
Com o desejo de que longínquos se tornem,
Com todas as vicissitudes da Vida,
Mas certos de que a dois serão vividas.

(Sabes, todos nós, um dia, sonhamos sentir o que agora acabo de escrever,
Eu escrevo-o pela experiência agora vivida, porque também "Eu" encontrei a minha "Pedra Filosofal"… ;))

Angélica Lins disse...

B.E.L.O!!!

Deixei outro selo pra você lá no vórtice. Esse eu criei para os blogs que me causam emoção, assim como o seu. Passa lá.
Abraço