segunda-feira, 30 de março de 2009

Reflexos

DSC04167
Reflexos teus de tons quentes
Banham os meus olhos
Com imagens de uma tarde de domingo.
Olho com tempo para outros assistentes
E vejo agora com outros olhos
O que eu queria para mim, o que eu sinto.

Vejo reflexos de sol neste mar.
Eu sei que vão com eles flutuações
Da Luz de muitos olhares e corações
De quem sabe sentir, de quem sabe olhar.
Só quem não sabe o que vejo
É quem nunca sentiu um beijo,
Nem mesmo aquele que se pode imaginar.

Olho para a finitude do horizonte,
Apercebendo-me da luz que se esconde
Entre marés e ondas do inevitável,
Digo baixinho para não se ouvir:
“Isto até podia ser mais inefável”…
…Resta-me esperar para te ver sorrir

Reflexos na areia, gozando comigo…
São só um par de pegadas marcadas,
Mas são caminho de horas adiadas
Para o teu destino, o qual só eu sigo.

Reflexos… Inundam-me o olhar.
Espero um dia contigo os partilhar.

DSC04242

domingo, 29 de março de 2009

Deixa a luz acesa…

candle
Por favor, deixa a luz acesa…
Deixa-me ser levado por ti
Para mundos que ainda não vi
Mantendo sempre a tua leveza
De rosto que não vi, senti, toquei…
Ainda não apagaste a luz… eu sei…

Deixa a luz ondular à brisa calma,
Numa noite só minha e tua,
Seja pelo jardim ou na rua,
Louvando umas núpcias de alma.
Bem sei que tu queres outra lei…
A luz da lei da Razão… eu sei…

Deixa-me sentir-te na dança
Da chama nua, só tua e inocente,
Como criança que brinca, indigente
No que quer, mas confiante do que alcança.
Bem conheço o teu platónico actual…
Desejo levar a um plano mais astral!

Olha a luz que arde com timidez,
Tremida com o que de nós não sabe,
Esclarecer não é a ela que cabe…
Só pretendo deixar a vela acesa uma vez.
Tu sabes o que de mim existe:
A Vela, a Luz, a constância, e tudo o que já viste

Vais deixar a luz acesa?
Vais alimenta-la com alguma certeza?
Outra questão também ficou:
“Será que devo?” respondes tu…

sexta-feira, 27 de março de 2009

Ciência Picante!!!

Bem, só para alegrar o pessoal!

Eu concordo com as teorias do Einstein, e aqui está a prova. Ele teve o cuidado de explicar isto mesmo antes de morrer.

Ele não teve só uma mulher… Infiel… tss tss tss…

einsteinshow_me&you

Mas para vos mostrar que há sempre alguém a querer lixar-nos o trabalho que tivemos durante toda a semana, com os cuidados todos, com tudo formatadinho… enfim, um trabalho científico muito bem feito! Mas como sempre… tem de haver m€rd@ quando a microsoft se mete no meio mais o seu famoso clip do word…

Isto foi o que ele me disse no ecrân quando carreguei no botão para gravar:

clip do terror!

GRRRRrrrrrr!!! LOL!!! =D Life sucks!

(Qualquer semelhança com a vossa realidade ou mesmo a minha é pura coincidência… por favor não me melguem o juizo! =P )

Espero ter feito rir alguém por aí na blogoesfera!

Um bem haja a todos!

quarta-feira, 25 de março de 2009

Vulnerável

Tacrolimus-Armistead-2D-skeletal copy_edited-1
Corro em estradas imaginadas
E outras bem reais deste meu viver
Corrido em pensamentos e sensações, onde o ser
Verdadeiro é colocado à prova nas minhas jornadas

Julgo saber a relatividade do risco
Das minhas acções e desejos, num misto
De “Querer Ser” e “Saber Viver”… Não é mentira
O que sinto nem tão pouco o que raciocino,
Sobre o que neste Mundo gira
Ou mesmo do que faz acontecer no inteligível e seu domínio

De facto entrego-me ao que gosto,
Adoro, Amo… Entrego-me ao que não afasto
Com a vontade, ou sinto que quero…
Nunca serei de preconceitos, um homem austero!

Por isso deixo a sombra da dúvida,
Deixo, quanto baste, a minha inteligência lúcida.
Como quem tem medo da vulnerabilidade
De ser um dia contrariado pela estranha realidade
Desta sociedade, que engana quem escolhe
A genuinidade como bandeira e hino…
Mas com esses estalos eu não definho!
Entrego-me a quem me acolhe,
Ao que, na minha plenitude, me realiza!
Não espero a falácia do destino,
Pois o meu futuro, sou eu quem o concretiza!

Deixo-me docilmente e com relativa
Prudência, num peculiar estado vulnerável,
Não procurando a felicidade que é sempre esquiva,
Mas deixando-me encontrar por quem é memorável!

Vulnerável?…
Ainda bem!

domingo, 22 de março de 2009

Caminhos Altos

6929875-lg
Passo a noite com os olhos fixos
No que me dizem com dor de estalo
Com sentimentos e razões de vários tipos
Calando as palavras que falo…

Sigo a linha do horizonte de horas altas
Em caminhos altos… Pensando no vazio das faltas
Que preenchem o caminho que percorro sem destino.
Faço e aconteço em tudo no que me defino.

Fecho os olhos por momentos…
Ouço apenas a companhia do asfalto,
Segredando-me luzes distantes neste palco
De solitários pensamentos…

Verdes, vermelhos, brancos, amarelos, de contraste sem fim…
Passam por mim a velocidade constante.
Não sou eu que me movo neste instante,
É sim a paisagem que passa por mim.

Erros chorando redenção


Não! Eu não sei o que me deu
Não sei porque aqui dentro me doeu
Arrancando os cabelos que não me dizem nada
Atiro-os com raiva pelo fundo da escada.

Revolto-me na cama de hotel vazia,
Rasgo os lençóis lacrimais e
Rasgo o meu pijama que não quero mais...
O que eu queria agora e eu naturalmente não permitia.

Olhos para os meus erros inconscientes
E clamo ao juiz que e dê a sentença....
Aqui parece que já não há sentido de pertença...
Valem agora as estóicas mentes.
Como a minha....
Com saudades do que tinha!....

E o poeta chorar sem fingir...
chora de amargura... de quem quer fugir....

sábado, 21 de março de 2009

"Carta" pelos Toranja

Os Toranja que me fizeram traduzir o meu estar nos ultimos tempo...
Caramba!... A lucidez é uma cousa tão estúpida!



"Não falei contigo
Com medo que os montes e vales que me achas
Caíssem a teus pés...
Acredito e entendo
Que a estabilidade lógica
De quem não quer explodir
Faça bem ao escudo que és...
Saudade é o ar
Que vou sugando e aceitando
Como fruto de verão
Nos jardins do teu beijo...
Mas sinto que sabes que sentes também
Que num dia maior serás trapézio sem rede
A pairar sobre o mundo
Em tudo o que vejo...
É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago feiticeiro
Que a minha bola de cristal é folha de papel
Nela te pinto nua, nua
Numa chama minha e tua.
Numa chama minha e tua
Desconfio que ainda não reparaste
Que o teu destino foi inventado
Por gira-discos estragados
Aos quais te vais moldando...
E todo o teu planeamento estratégico
De sincronização do coração
São leis como paredes e tectos
Cujos vidros vais pisando...
Anseio o dia em que acordares
Por cima de todos os teus números
Raízes quadradas de somas subtraídas
Sempre com a mesma solução...
Podias deixar de fazer da vida
Um ciclo vicioso
Harmonioso ao teu gesto mimado
E à palma da tua mão...
É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago feiticeiro
Que a minha bola de cristal é folha de papel
Nela te pinto nua, nua
Numa chama minha e tua.
Numa chama minha e tua.
Desculpa se te fiz fogo e noite
Sem pedir autorização por escrito
Ao sindicato dos deuses...
Mas não fui eu que te escolhi.
Desculpa se te usei
Como refúgio dos meus sentidos
Pedaço de silêncios perdidos
Que voltei a encontrar em ti...
É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago feiticeiro......nela te pinto nua, nua
Numa chama minha e tua.
Numa chama minha e tua.
Ainda magoas alguém
O tiro passou-me ao lado
Ainda magoas alguém...
Se não te deste a ninguém
Magoaste alguém
A mim... passou-me ao lado.
A mim... passou-me ao lado."

Vontade vs. Respeito

Ir a correr vs. ficar e roer as unhas
Ir ter com a Felicidade vs. ficar a Choramingar

Sorrir vs. Entristecer

Deixar ao acaso vs. Ter mão no querer

Perdoar vs. Esquecer

Conhecer vs. Pensar que se conhece

A Vida é tão cheia de contradições, muros que colocamos no meio de nós própios... Fiz uma sondagem no meu blog sobre o destino... Incrível! A maioria acredita no destino... Deixem-me vos dar uma novidade! Abram os olhos, não existe tal cousa como o destino!!! é tudo treeeeta!!!!

UHmppfff... O amanha é ditado pelo que voces e cada um de nós fazemos desde o momento em que nascemos até ao presente!
Vou dar um exemplo: Se mandarem alguém à fava agora, têm a probabilidade de o "destino" ser essa pessoa ir mesmo à fava e a nós também, ou mesmo essa pessoa ainda se aproximar mais numa atitude de "quanto mais me bates mais eu gosto de ti"...

O problema é mesmo quando nós temos mesmo vontade de alterar o nosso futuro sendo pró-activo... mas depois temos de conjugar o respeito que temos pelos outros.... num equilíbrio delicado... é mais fácil cair a minha vontade do que o respeito que tenho pela outra pessoa (A., tu tinhas razão... Tu n me mereceste, mas tb tá dificil encontrar alguém que me mostre que me merece.... e quando parece que encontrei, acabo por sentir o tiro no pé e não vejo quem disparou...).

Hoje apetece-me não dar uso a palavras... algumas são boas demais para serem banalizadas e desacreditadas... o que pelos vistos é moda nos dias que correm

Nada é linear... Ninguém é perfeito...

Relembro a Amelie Poulain, musa de Yann Tiersen, e o qual eu interpreto. Sim Z., este video é para ti, é o único acto vísivel que as palavras não servem para traduzir e que eu consigo fazer com que chegue a ti.

video

sexta-feira, 20 de março de 2009

Saudade?


Hoje acordo com Sorrisos
Imaginados, de rosto de cabelos lisos,
Olhos penetrantes que em mim
Querem impor um "sim",
Porque "Eu até gosto bastante de ti"...
Deixar de te sentir ainda não me impedi!

Abro a janela do meu quarto
E deixo entrar em mim esse Sol farto
Que me fere os olhos com a Realidade
Que eu aceito com a Verdade
Do Presente definido e decisivo no futuro.
O "amanhã" para mim não é um muro!

Acordei em ti por pensamentos
Tentando viver os momentos
Que não vivi mas que quero viver!
É este o alento que me faz correr
Entre montanhas e vales do norte,
Esperando o verde da minha sorte!

Saudades... Irracionais é certo...
Estou longe mas posso ficar perto...
Deixei-me encontrar no que és por dentro,
(No que é importante!..)

São saudades é certo...
Mas levam-me a ti no vento!

terça-feira, 17 de março de 2009

Heaven Help

Bem minha gente! Tenho um novo projecto em mente! Sim a acrescentar aos meus outros projectos sempre em curso (quem me conhece mesmo já sabe como sou), algumas trivialidades, outros nem por isso.

Hoje lembrei-me de uma música do nosso amigo Kravitz, Lenny Kravitz! O título é "Heaven Help" e lembro-me como se fosse ontem de a estar a ouvir, há uns anos atrás, depois de ouvir Sade ("by your side"), numa camioneta de Londres com destino de Torbay... O tempo tava meio farrusco mas ainda deu para sentir um pouco do Sol tímido dos bifes e esquecer o fish & chips nojento do almoço... +_+

Cá vai a música, a letra é muito importante:



"Bem, e qual é o Projecto?"

- Vou, quando tiver tempo, transcrever a música do piano para uma pauta, toca-la e esperar que o meu registo de voz seja meloso o suficiente para não partir os cristais cá de casa... Sim... eu canto muito mal... Tenho voz grossa e a amplitude em tons absolutos não é a melhor para quem já fez parte de um coro de câmara na juventude... Lá está, não faço ideia de ser melhor que o amigo Lenny, apenas quero cantarolar a letra juntamente com as notas do piano! =P


"Porquê Henrik? Conta lá!?"

- Há pessoas que merecem! E não digo mais porque ela pode descobrir e depois deixa de ter piada! ;)


"Uhmmm... isso é tudo por ser Primavera ou tás doente?"

- AHahahah! Who cares?! =)


"Oh Henrik? Mas vais ser egoista ao ponto de não partilhar com a gente?"

- Naaaaa! Depois irei gravar em vídeo e publicarei aqui mesmo neste blog tão meu e tão intimista como alguns lhe chamam... Eu sou axim! =P eheheheh


Um bem haja a todos! ;)

domingo, 15 de março de 2009

Beijo de Sol

O Sol brilha no meu rosto
Quando vejo o amanhecer
De um novo dia que desperta o gosto
De ser feliz, de em ti Viver!

Passeio por vales e montes
Verdes e bucólicos, procurando
O Mar e suas costas: autênticas fontes
De alguma felicidade que vou encontrando.

Sigo o caminho iluminado
Por este Sol e por este vento calado,
Abrindo os braços a um estado
Geral de graça, elevando o meu sorriso
Ao céu azul, imaginando sentir
O flutuar do teu cabelo liso!
Imaginando um dilúvio de beijos
Que um dia hão de vir!
Imaginando sorrisos teus, tão verdadeiros!

O Sol vaisse deitando no mar e areia...
Vai dando beijos lentos e quentes,
Como amante à tua beira...
Pergunto-me... Também os sentes?
Dormem mil beijos nos meus lábios...
Esperando como velhos sábios...

Mil beijos...

Beijos elevados à potencia "beijo" e multiplicados pelo infinito positivo
e sem cálculo de limites posteriores!
Para todo o n pertencente aos Reais positivos!

;)

sexta-feira, 13 de março de 2009

BFDS

Que tenham um muito bom fim de semana!!!
Cheio de sol, e praia, cheio de calor e pensamentos profundos de quem realmente tira um fim de semana da vida agitada da semana de trabalho de 5 dias (alguns um pouco mais mas enfim...).

E eu só pra contrariar, enquanto for trabalhar para o pseudo-bronze e relaxamento num areal e pinhal perto de mim, deixo-vos com um vídeo de uma música liiiiiiinnnnndddaaaa!!!! Volto a frisar que vou VIVER o MEU fim de semana! =D Só meu!!!

É pena que se chame "Chove en Santiago" e o cenário seja um pouco para o enublado... Digamos que assim não podem dizer que não pensei no pessoal que em vez de tar a descansar, está realmente a trabalhar ou fechado em casa.



Bem, o meu próximo fim de semana ainda será melhor (20, 21, 22 de março) ! Mas isso é outro tema para outro post!!! =D

Um bem haja a todos!

H.

Não suporto


Não suporto faltas de respeito!!! Nem acima nem abaixo de mim!!! Seja comigo ou com outras pessoas!!! Não SUPORTO!!!


Uma vez até passa (benefício da dúvida), agora a partir da segunda levam resposta, directa, frontal, fundamentada e sem hipotese de ser refutada! Sem cinismos e sem panos quentes!


Lá por ser "xotore" médico e lhe doer qualquer cousa e ter um porsche, não quer dizer que tenha de abusar da paciência aqui do "drug dealer"! Pior!!! Implicou com cousas que nada tinham a haver com o serviço!


GEEeeeeezzzz.....


Vou beber um compal de frutos vermelhos para não cair na tentação de fumar! (já vou em 2 semanas mais dois dias...)


Bem hajam!

quarta-feira, 11 de março de 2009

Persistência


Persisto como uma nódoa teimosa
Nesse pano que me mostras,
Repleto de beleza copiosa
E fascínio de conversas nossas.

Engraçado como eu vejo
Este estado inesperado:
Neste tempo, agora almejo,
A persistência que nada tem de errado.
Só o incómodo, talvez...
Se verdadeiramente nele crês...

Persisto no pensamento,
No tempo cruel, na distância finita
Sempre a tempo de se tornar esquecida
No seu conceito angustiante.
Não é nada que me espante!

Qual será a tua persistência?
Serei eu rei, de um reino teu,
Absurdo na incoerência
De um disparatoso desejo meu?

Qual desejo?...
Aquele de em ti persistir!
De receber um simples e social beijo...
O de promessas se fazerem cumprir!

Eu quero respeitar,
Quero alcançar.
Serei merecedor da permissão de persistir
e não desistir?
Mostre-se a Luz!

segunda-feira, 9 de março de 2009

Karma


Em Tempos conturbados
De gentes mal intencionadas,
Nascem actos celebrados
Por pessoas gratuitamente dadas.

Um jovem ajuda um indigente
Com uma sopa há muito esperada,
Um outro oferece roupa já não usada,
A quem precisa e agradece veemente...
Outro oferece palavras e tons reconfortantes,
Actos e atitudes verdadeiras
Num estranho dar sem mais saber ou querer...
A Luz que outro dá a quem secretamente necessita
Dá provavelmente tanto quanto uma Vida.
Outros preferem nada fazer,
Num egoísmo louco nada obter,
Apenas para eles viver...

Todo o Amor que dás,
Toda a bondade que geras,
Pode meter-te em boca de feras,
Pode sofrer em ti em tudo que se faz
Mas... Se esperares por não esperar,
Retorna a ti até num singelo e doce olhar,
Num sorriso humilde e reconhecedor,
Num sincero "obrigado" sem se envergonhar,
Num abraço apertado sem pudor...

O "Karma" tece a sua inevitabilidade:
O que em ti se originar,
A ti retornará em plena verdade!
Seja um sincero Amar ou um tenso Odiar...
... Inevitável como expirar e inspirar ...



Olho como observador e personagem neste Mundo...
E Sorrio!
É tudo isto que vejo!...
"Faço por ser bom, e por vezes recebo o melhor que as pessoas me podem dar, a sua felicidade!"

domingo, 8 de março de 2009

O Prometido é Devido...

Este video é muito especial...
Não só por me ter enganado em 7 vezes (tal era a emoção...) e ter assassinado uma música que o grande beethoven compôs já estava surdo, mas também porque é para uma pessoa muito especial. Obviamente tou a publicar num espaço público, logo será para quem mais quiser ouvir e gostar da música, mas façam de conta que não sou eu k estou a tocar mas sim um pedreiro qualquer tá? (com muito respeito plos pedreiros).

Contudo, esta foi uma promessa que agora se cumpre. Não era bem como eu queria porque ao vivo o piano tem outra sonoridade, outra rebervância, outra essência que a camara não consegue captar. Mas enfim, é o que vocês veêm...

Aceito qualquer crítica relativa à técnica por parte de alguém que toque piano... enganei-me 7 vezes... shame on me... e esta é só o 1º andamento da Sonata ao Luar de Beethoven.... o 3º andamento, upa upa!... Bem, só para terem uma ideia, compara-se ao estudo "Revolutionaire" de Chopin ou ao Prelúdio opus 3 nº2 de Rachmaninoff (...O meu "unicórnio"...)

Espero que gostem (Especialmente tu, Z., afinal de contas, o prometido é devido e eu sou um homem de palavra!)

* * *
=)

video

sábado, 7 de março de 2009

Für Elise

A pedido de muitas famílias... e Quase como que obrigado a interpretar na minha pior forma: a câmara foi pior que um público de 100.000 pessoas imensamente críticas na técnica e na interpretação... Aqui deixo o meu contributo para um assassínio: Assassinei a Für Elise de Beethoven...
Mas até dá para ouvir!


Não me vanglorio...
Não me auto-elevo...
Se outro pianista me ouvisse, diria para apagar este post em honra da obra de beethoven...
Mas o que conta é a intenção que deixo a uma pessoa em particular e a todos que gostam de me ouvir e vão sempre gostar.


Um Bem haja a todos!

(espero que gostes Z...)

video

quinta-feira, 5 de março de 2009

Vaso para Rosa em Redoma

Um jardim no meio de tantos
Outros jardins deste mundo
Ignóbil e cruel, onde caiem cantos
De aves num só som doce e profundo...

Cantam melodias de fabulosos contos
Que animam flores diversas,
Árvores com botões florais prontos
Para a Primavera, e algumas ervas
Ruins.

É esta visão que nos meus olhos entra,
Como balsámo bucólico tão
Cheio de cores, perfumes e sensação lenta
De um estado quase de pura emoção!

Riu-me perante as contradições
De fauna e flora, Até que vejo uma Rosa...
Tão única, tão renegada de emoções,
Tão simples e racional como prosa...

- "Apenas uma Rosa, nada de especial", disse.
Mas és única para mim! Sobressaíste
No meio de todas as outras... Ela risse Jocosamente:
- "De que planeta tu caíste?"
Nenhum onde não houvesse dor...
Já reparei que usas uma redoma polida Em teu redor...
- "É para me proteger, Não me quero magoar com estes vizinhos..."
Mas és tu quem tem os espinhos!
Bem... ao menos vês racionalmente o que te rodeia...

Que fazer senão sorrir? Preparei um Vaso,
Junto de mim, como jardineiro de uma só flôr!
Pronto para dar alguma emoção e carinho a lento passo,
Esperarei por ela até o meu Sol se pôr!...

Será que um dia te mostras sem redoma?
Compreendo o teu receio...
Mas gostei do teu feitiço! Não sofro por isso...
Apenas espero com um sorriso!

terça-feira, 3 de março de 2009

Último suspiro

Dás o teu suspiro... o final...
No teu último leito,
Junto a quem tanto amas...

Deixas a Vida escapar da boca, afinal...
Junto, mesmo junto ao peito...
A Vida é de quem não chamas...

Nem um gemido, nem um aperto...
Já lá foste na esperança de quem te quer perto,
De quem te ama e um dia espera
Por te ver renascer de novo numa outra era...

Ela acorda estremunhada
Depois da sua saúde tratada...
Demora a se aperceber do que passou:
Um último suspirou de quem ela sempre amou...
Um romper de lágrimas silenciosas
...Lágrimas revoltosas e saudosas
De quem não a tempo abraçou!...
De quem o tempo cruelmente roubou!!!

Faltam-me as palavras...
A Rima sumiu...
A Vida parou...
Em ti... em vocês os dois...

Descansa em paz...
E tu, V., não desistas ainda!...
Life is too short!

domingo, 1 de março de 2009

Presente!!!

Presente! Sempre presente
No pensamento, no desejo demente
De quem não quer ser esquecido!
De quem não quer ser inefável e ferido...

Estou presente, estou sempre presente!
A Vida tem de se viver muito simplesmente
Com aqueles que amamos dentro de nós.
Se não estão... clamamos por eles em plena voz!

Eu estou presente, sempre na mente
De quem nunca me esquece
E sabe que eu também não olvido!
Houvesse esse reconhecimento nunca esquecido...

Presenteio-te esta minha presença,
No teu peito, na tua cabeça e pensamentos,
No teu corpo fugido e sem pertença...
Sei que não passo de um conceito de alguns momentos...

A distância é fugaz e caduca, é só querer.
Tu logo saberás que contar até 10
Será suficiente para veres a minha tez,
Será suficiente para a minha presença se ver!



Zlati... Desculpa...
Beijo grande! * * *