quarta-feira, 22 de agosto de 2007

Parabéns!

In this day that blooms clearing the haze,
A little sunflower have finally blossom!
It makes me stand in gaze
While I whisper a big "Awesome!"

Within her sparkling and twinkling eyes open wide,
I see the colours of the rainbow!
They stunned me where I stand, but softly as a slow tide.
You're full of happinness and I hope you can keep it so!

Save my words, 'cos they'll freeze this time to you,
Just like a flashback of your life,
And then you'll have something to recall.
I'm sure that I'll be remmembered too!
In the past you'll never stall!

Now I can't say anything right!...
Nevertheless I still can write.
And, what could I have more to say
Than my wishes of a happy birthday?!

Beijos minha linda! ;) * * * * *

terça-feira, 21 de agosto de 2007

Para Ti!

Um girassol no meio do campo.
Um céu comum a outros tantos.
Um coro de luz brilhante num doce canto,
Faz parecer pouca a voz que levanto!


Mas a flor que nasce e resplandece,
(Que à luz do sol quase ouro parece)
É fruto das vicissitudes da Vida.
Mas feliz e emproada às dificuldades
Canta a prosa cantada e lida
De grandes Felicidades!
Puras Verdades!


Ao Sol dá um terno beijo...
Retribuído com calor revigorante,
Qual atencioso amante!
E... Afinal, és tu a Flor que vejo!
Num doce beijo...!

terça-feira, 14 de agosto de 2007

Cidade

A cidade que me acolhe
Trata-me com festa e pompa:
A vida pulula a cada canto
À noite debaixo de luz tonta.
A maresia teima e não recolhe
Debaixo do estrelado manto.

É engraçado ver as pessoas,
As crianças com risadas.
A noite na cidade trás cousas boas.
Felicidades imaginadas
Julgo eu na minha ingenuidade.

As vizinhas, como eu, observam,
Sem café ou cigarro, a cidade.
É a cidade de pessoas forasteiras
Que no Verão, como eu,Se vêem por estas beiras!