domingo, 19 de outubro de 2008

Musa

Onde estás tu Musa minha?
Onde está esse tão bom sal
Que me faz sentir que tudo vale
A pena nesta agridoce Vida?

Para onde vais? Leva-me contigo
Senão tristemente aqui fico
Esmorecido, caído, perdido!...
Sem palavras, rimas ou poemas...
...um corpo sentido apenas.

Vida um dia de cada vez!
Quem já não o faz ou o fez?
A Musa não será sempre garantida,
A Liberdade assim o dita,
Pois ela é linda na sua inefabilidade,
Mas não na sua constância.

Digo-vos! É bem verdade:
Momentos de Dor e Distância
Dão valor aos de Felicidade
Amor e Sobrevivência.

Musa saudosa...
Espero tua sabedoria carinhosa,
Espero Amor inspirado
E alento para este Fado.

1 comentário:

Sonia disse...

Muitas vezes a "Musa" está mesmo à tua frente.
Esse teu sorriso é lindo nunca o deixes apagar

Boa Sorte