quarta-feira, 2 de maio de 2007

Meu Pôr do Sol


Há dias belos que revestem o passado.
Lá dizia o velho sábio:
"Não existem tempos felizes,
Apenas momentos felizes."

Viver tem de ser como quem morde o lábio
Sempre atento à realidade,
Ter a noção de que nada é eterno,
E saber que ao lado há (in)felicidade.

Ás vezes choro, outras desato a rir!
Nunca ninguém disse que é fácil!!!
Custa tanto perder o que é ou foi bom
E às vezes nos damos conta que foram em vão
As tristezas que acima de tudo as são!

"E pronto!" Mais um Sol se esconde
No mar da Vida... Não é triste,
É prenúncio de novo nascer!
Futuros momentos felizes virão,
Claro também o sofrer,
Sim, também o desespero,
Sim, também um Fim...

Mas que piada tem viver a Vida
Todinha de seguida,
Sem aprendermos a vive-la?
Conhecer as suas mãnhas?

Agora sorrio! Tenho de ser Forte! Há beleza num Pôr do Sol, mas também a há no Nascer do Sol.
Vou-me sentar a ouvir o mar, os sons da noite e da dúvida, fexar os olhos, rir-me e dizer "Não tenho medo. Eu sei que o amanhecer vem aí!"

Bem hajam! =) * * * *

Sem comentários: