sábado, 19 de maio de 2007

Pseudo-Palavras

A brincar se dizem verdades
E na mais singela palavra
Se diz muito mais que um pensamento.

Sejam simples graças ou vaidades,
A palavra que no nosso discurso lavra,
Bem rebuscada e a passo lento,
Leva a desentendimentos
E menosprezo de sentimentos.

De facto, graças às pseudo-palavras,
Muito Homem a sua sepultura cava….

Mas cavam com prazer!!!
Deixam beleza no discurso!
Para muitos faz-se passar por urso,
Mas deixam um futuro para ler!

Não é só simples leitura corrida!
É um desabafo multi-interpretável
De um momento inefável,
É um sopro da Vida,
É experiência vivida!

...
Ou para muitos, simples pseudo-palavras…
Vaidade camuflada…
Palavras menosprezadas…
Uma verdade errada…

Sorrio a quem me tenta diminuir! =)
Bem hajam! * * *

Sem comentários: