terça-feira, 21 de abril de 2009

Ad Lucem!

DSC00707

A Luz!

Para a Luz, dirigindo quem está in absentia do seu intento, justapondo apenas alguns factos que ferem o olhar e desonram o Ser Humano; Encontram-se os Homens que buscam a logos major da Existência enquanto seres responsáveis pelas suas opções e decisões, tentando compreender a ciência das suas responsabilidades.

Há quem tenha a Missão, outros o capricho, outros a apetência e ainda outros que têm o capricho da apetência pela Missão (qual deturpação do seu nobre significado).

Há quem tenha medo, mas tanto medo que se refugiam (e com a razão a seu lado) em castelos no ar, pois não passam de gatos escaldados que da água fria têm medo: Horrescit gelidas felis adustus aquas…

Normal será, pois são defesa fundamentada em factos que derrubam a razão e o teórico: O empirismo é pai do maduro! Mas este Pai é o mesmo que nos diz que com um sinal de luz venceremos: In hoc signo ad lucem, vinces!
Acrescentará ainda que com a paciência e preserverânca, tudo se alcança (Labor improbus omnia vincit), pois são muitos os Homens que são insatisfeitos e que se reduzem ao terrivel “Nemo sua sorte contentus”

O Sábio diria “Nosce te ipsum” a quem não se conhece a si próprio, acabando com um “Oculus animi index”, Porque os nossos olhos serão sempre a janela da nossa alma, e só de nós depende avistar a Luz que rasga a escuridão do dúbio e incerto.

As janelas que nos trazem a Luz sempre lá estiveram. Nós é que, vivendo no nosso umbigo, ainda não olhamos para elas e nos apercebemos que de facto não há escuridão. A Escuridão é fabricada pelo Homem!

Bem hajam! =)

4 comentários:

Mona Lisa disse...

A escuridão é fabricada pelo homem na medida em que é ele que a cria, mas podes ter a certeza que a escuridão pode ser bem real. Só consegues ver a luz se estiveres preparado para isso. beijos!

... Henrik ... disse...

Pois sim! Mas só quem já pela escuridão passou é que pode dizer o quão real ela é. Mas julgo que não te tou a contar novidade nenhuma.

Afinal de contas todos nós já passamos por escuridões, umas mais negras que outras, mas sempre escuríssimas para quem as viveu.

Beijos! =) ***

Werinha disse...

Passei por aki a correr, só para ver as novidades, então não tive tempo de ler como deve ser....mas vi a foto deste post é tive d comentar, tá fantástica**beijinhos

Angélica Lins disse...

A luz nos perturba quando estamos confortáveis e nos conforta quando estamos perturbados...

Estive aqui.

Gostei do que li.

Muita luz pra você :)